Elementos da governabilidade nos centros mexicanos de reinserção social

  • Anayely Mandujano Montoya
  • Anayely Mandujano Montoya

    Doutora em ciências políticas e mestra em criminologia pela Universidad Autónoma de Nuevo León, no México, realizou pesquisas e apresentou-se em congressos sobre questões relacionadas à Administração Pública e Segurança Pública, é docente na faculdade de Direito e Criminologia na Universidad Autónoma de Nuevo León, no México, é membra do Sistema Nacional de Pesquisadores nível candidato.



Resumo

Na cadeia de segurança pública há um elo que está pendente em muitos países do mundo, a reinserção social, um sistema que tem reagido com respostas imediatas às situações que surgem, sem que elas respondam em substância à crise penitenciária que em muitas instituições tem sido evidenciada por meio da violência. No aparador de um sistema que exige uma transformação em direção à governabilidade, os centros de Reinserção Social exigem respostas não apenas de forma, mas de substância, a fim de estabelecer os elementos que implicam a governabilidade penitenciária e, em seguida, estabelecer os mecanismos para uma efetiva reinserção social penitenciária. Portanto, neste artigo abordaremos o exemplo dos centros mexicanos de Reintegração Social e os elementos necessários para a governança carcerária.

Palavras-chave

Governabilidade,
Reinserção social,
Penitenciário,
Pessoas privadas de liberdade,
Crise penitenciária

Download


Métricas

  • Visualizações - 11